ADAPTE-SE

Apesar de todo o país estar parado neste momento difícil de enfrentamento de uma pandemia, tempo continua valendo dinheiro, então se já sabe o que precisa, basta entrar em contato, mas talvez queira entender melhor o que está acontecendo e receber algumas sugestões de como pode virar este jogo., neste caso leia os artigos que preparamos para você.

 
QUERO RESOLVER AGORA...

Calma… tudo vai se resolver. Mas se está com pressa, me chame no Facebook ou no Whatsapp, em (16) 997040597.

ENTENDA A CRISE

VOCÊ, SEU TRABALHO E O COVID-19

Neste artigo completo você vai entender porque sua empresa, seja você proprietário ou colaborador, está fechada em um momento em que muitas outras estão contratando pessoas. A razão é simples, eram empresas mistas, ou seja, estavam preparadas para lidar com o atendimento presencial e também o atendimento virtual.

Se nunca pensou em atuar fora da sua área de conforto, este é o momento de fazer isso e vamos explicar como e porque.

O mundo foi apanhado de surpresa e desta vez as pessoas estão sofrendo duplamente, pois além do medo, da insegurança com uma doença que pode ser mortal ainda corre-se o risco de perder o emprego ou as próprias empresas simplesmente não conseguirem sobreviver as ações de combate a pandemia causada pelo COVID-19.

Algumas empresas são ágeis, como a  que Ypê, que adaptou suas fábricas para produzirem álcool gel para distribuição gratuita em sistemas de saúde.

Outro caso exemplar é do Instituto Infnet, uma faculdade de tecnologia, que em pleno início de crise já está disponibilizando um curso gratuito, por EAD, para estudantes do ensino médio, que estão presos em casa e queiram aproveitar para melhorar sua capacitação. O curso terá inclusive diploma de conclusão e as inscrições vão até 30 de março. Clique na imagem para se inscrever, se tiver visto a tempo.

Assim como nestes dois exemplos, muitas empresas e pessoas estão se reinventando para passar por este momento da melhor forma.

REINVENTANDO-SE

COMO SE REINVENTAR?

Obviamente não existe uma resposta pronta para esta pergunta, exemplos há aos montes, porém cada empresa ou pessoa precisa observar ao seu redor para descobrir a melhor forma de se adaptar.

No caso das pessoas, vai depender de sua bagagem, seu conhecimento, talvez a atividade que exercia até hoje fique um bom tempo sem poder ser exercida.

Já empresas, como restaurantes e lojas, em tempos de comércio proibido de funcionar em algumas cidades, precisam buscar na internet e no e-commerce uma forma de continuar operando. Redes de supermercado e farmácias já tinham seus sites e mesmo estes, não estão dando conta da procura. Lojas que nunca sequer pensaram em colocar seus produtos na Internet vão perceber o que estavam perdendo ou talvez esta seja sua única opção no momento, além de fechar as portas definitivamente, o que obviamente ninguém quer.

Um pequeno comércio, pode perfeitamente colocar suas mercadorias em um site particular ou mesmo em uma rede social e improvisar um sistema de atendimento e entregas, para não serem obrigados a permanecer fechados, já que as pessoas estão evitando sair de suas casas e em alguns lugares isso já foi até mesmo proibido.

Enquanto durarem estas restrições será impossível funcionar, porém este tempo pode ser utilizado para se preparar e estar pronto quando, aos poucos, as restrições forem sendo retiradas.

Uma padaria, por exemplo, que consiga criar um sistema para entregar pão e leite na porta de casa pela manhã – como se fazia antigamente – precisaria de um sistema on line para oferecer este tipo de serviço.

Um restaurante que queira continuar funcionando mesmo sem clientes, teria que buscar um sistema de entregas e providenciar um cardápio on line.

Uma loja, de qualquer tipo, pode colocar seus produtos em um site e mandar entregar a quem precise deles e até mesmo alguns serviços podem ser prestados desta forma, embora neste primeiro momento seja perigoso um barbeiro ir até a casa de seu cliente para lhe cortar o cabelo, mas pode estar preparado para ter isso, quando se reduzirem os riscos de contato.

Uma farmácia pode oferecer um serviço de atendimento on line de um profissional de saúde para resolver pequenas emergências, as opções são infinitas.

E QUANDO A CRISE ACABAR?

E QUANDO A CRISE ACABAR?

A história nos mostra que grandes crises trazem mudanças definitivas, depois da Peste Negra, que devastou a Europa, na idade média, as mudanças de comportamento em relação ao saneamento foram definitivas e os costumes e tradições erradas, que duraram séculos, mudaram.

Uma vez que as pessoas, cliente ou fornecedor, entendam as vantagens do e-commerce vão se adaptar e todo o passado recente da tecnologia aponta para isso. O que ocorria é que esta mudança estava sendo muito lenta. Um restaurante que aprenda a trabalhar com delivery perceberá – assim como seus clientes – as vantagens disso e pode até optar por mudar completamente sua forma de atendimento, ou passar a oferecer o serviço misto, o melhor dos dois mundos.

Antes desta crise do COVID-19, isso não parecia necessário, mas hoje são justamente os pioneiros que continuam abertos e operando, alguns até com mais vendas.

 

Será que as livrarias fecharam mesmo? Não estão mais vendendo? De certa forma, a resposta é sim, lê-se pouco no Brasil e somado a outras oções trazidas pela tecnologia, cada vez se lê menos livros. Então porque a Amazon, basicamente uma livraria que nem sequer precisou abrir lojas, se tornou uma das empresas mais poderosas do mundo? Porque diversificou, buscou mais mercados e com isso se tornou a maior editora do mundo, sem contar que respiram tecnologia em cada ato. Não significa que todo mundo pode se tornar dono de uma empresa como a Amazon, mas certamente se tivesse parado no tempo, ainda estaria lá.

Empresas de entrega, como iFood já sabiam disso, investiram pesado neste segmento e neste momento estão em franco crescimento, durante uma grave crise e nem estão dando conta de atender todos os clientes. No mesmo segmento outras foram se criando, hoje são muitas e estão espalhadas por todo o país, ajudando a combater a situação a que chegamos, sem alterar suas atividades.

E muitas empresas estão trocando os pés pelas mãos, obrigadas que foram a atuar em uma área para a qual não estavam preparadas. Com a falta de portas abertas, aumenta a demanda pelas compras on line e aí faltam pessoas dispostas a fazer o trabalho de entrega e também de atendimento.

Mas é fácil perceber as oportunidades, seja para quem se viu sem emprego ou para quem quer aproveitar este momento para mudanças em sua vida profissional. Se você tem uma moto ou um carro e acha que pode se arriscar nas ruas, se prepare para estes novos tipos de trabalho, certamente haverá vagas.

Se você gostaria de experimentar o trabalho com teleatendimento é sua oportunidade e até para isso temos uma solução, desde 2010 que treinamos PCD para trabalhar nesta área, vamos fazer o máximo para expandir este treinamento e levar a mais pessoas.

O ponto negativo é que nem sempre as empresas com menos recursos financeiros podem arcar com os custos de uma empresa especializada e já consolidada no mercado, porém a boa notícia é que você pode criar sua própria estrutura, seu próprio iFood ou similar e certamente nunca se deu conta disso porque achava que não precisava, mas ai está a realidade mostrando que deveria ter feito antes.

Escolas que nunca valorizaram o EAD, agora percebem que “comeram mosca” e estão fechadas, amargando enormes prejuízos, quando outras, que já nasceram com o EAD no seu DNA estão oferecendo cursos gratuitos, para ocupar os professores que antes eram apenas presenciais e muitas simplesmente eram completamente dedicadas ao EAD e se foram afetadas com a crise foi positivamente, já que a procura por elas tende a aumentar.

A outra boa notícia é que ainda da tempo de resolver isso, buscar sua…

PRESENÇA VIRTUAL

PRESENÇA VIRTUAL

A Presença Virtual é a marca que você deixa na Internet, nas redes sociais e a forma mais conhecida é o web site, um endereço que re representa na Internet, como o  nosso, que é www.estudio360.com.br.

A partir desta presença, você pode oferecer praticamente todo tipo de serviço, que pode contar com uma estrutura física ou não. Existem e-commerces bastante conhecidos que se utilizam de estruturas de terceiros e se concentram apenas nas vendas, um exemplo claro e conhecido são os sites chineses, que vendem praticamente de tudo. Mas o modelo é usado também por grandes sites de vendas, como os já citados Americanas.bom ou Amazon.com, sendo que estes na verdade fornecem a estrutura física para terceiros, praticamente todos os grandes sites de vendas fazem isso, ou seja, se você tem um produto modesto e quer vender nestes sites, existem até mesmo empresas que facilitam este processo e você cuida apenas da produção e despachar.

Cada caso exige uma abordagem diferente, mas estamos prontos para estudar seu caso e lhe dar a melhor solução.

Outra situação é quando você já tem a empresa física, de qualquer porte, mas não tem realmente uma presença virtual. Normalmente se contentou com um número de Whatsapp, uma página em uma rede social e um e-mail gratuito do Google e entendeu que estava pronto para a Internet. Nada mais errado, especialmente se a sua empresa é grande, simplesmente porque você está deixando de atender um segmento, que pode ser até mesmo maior que o que já detêm.

Um exemplo que ficou claro neste momento é o dos mercados atacadistas, pelo sua estrutura é conveniente que não façam vendas virtuais, mas no momento estão sem saber o que fazer e o gigantismo de seus estoques impede que consigam rapidamente se adaptar e mudar, os que por acaso já tinham site de vendas, mesmo não sendo seu foco mais importante vão poder atender melhor.

Para a maioria das empresas, trata-se de um processo gradativo, não há como tornar uma empresa física em virtual ou mista do “dia para a noite” e em uma situação de normalidade este processo iria ocorrer bem devagar, para que a empresa possa oferecer treinamento aos funcionários e também formar novas equipes, dedicadas a cada parte dos novos serviços.

Neste período de crise isso pode acontecer de forma mais rápida, porque as equipes estão paradas, algumas até impedidas de trabalhar e onde não estão, provavelmente não há clientes, então neste sentido o momento é adequado para isso.

Em alguns casos será preciso mudar muita coisa na estrutura gerencial da empresa, como preparar uma equipe ou contratar um serviço de entregas, adquirir tecnologia e conhecimentos para a manutenção desta parte dos negócios, são muitas as demandas a serem cumpridas e isso vai depender de diversos fatores, que precisam ser avaliados, não existe receita pronta para isso.

É trabalhoso, mas não impossível, dizemos isso com conhecimento de causa, já que fazemos este trabalho há muitos anos.

Muitos empresários, extremamente ocupados com seus respectivos negócios não tinham tempo para sequer pensar nestas mudanças, mas agora estão com um investimento congelado e sem saber o que fazer. O mais complicado é que não sabemos quanto tempo vai durar esta situação, portanto ficar parado para ver o que acontece não é uma opção.

Esta é a maior missão do Estúdio 360, resolver problemas. O primeiro passo é uma avaliação das suas necessidades, seja empresa ou pessoa física, por um investimento justo e compatível com o tamanho do seu problema.

Na presença social uma mercearia não precisa ter um site caro e trabalhoso de manter como o de um grande super mercado, embora em alguns casos possa até mesmo vender mais do que um grande supermercado, que por sua vez, acredite que não precisa de presença virtual.

Sites como Americanas.com ou do Pão de Açúcar, que foram pioneiros em e-commerce, começaram pequenos e hoje são responsáveis por lucratividade maior ou no mínimo igual ao das lojas físicas.

Alguns sites, como os de livrarias dispensaram as lojas físicas, seguindo o exemplo da Amazon.com, que também começou minúsculo e hoje é um dos maiores e-commerce do planeta.

Então o recado foi dado… nesta crise você pode sentar, chorar e se lamentar ou pode simplesmente procurar ajuda para iniciar sua adaptação.

São muitas as empresas capacitadas a fazer este tipo de trabalho, mas aqui vamos indicar apenas a nossa e se quiser ver como trabalhamos basta entrar em contato da forma que achar mais prática, pelo nosso formulário de contato, pelo telefone (16) 99704-0597, com ou sem Whatsapp, por e-mail, use a forma que preferir.

Estamos em Araraquara e atendemos preferencialmente esta região, mas podemos ir remotamente e até mesmo fisicamente até onde você ou sua empresa precisarem.

Para conhecer melhor o Estudio 360, seu responsável e o que fazemos, veja este artigo.

Tags , , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *